Devo investir em influenciadores digitais?

Eles estão em todos os lugares, possuem visibilidade e uma vida repleta de "glamour" na frente das redes sociais. Mas afinal, quem são os influenciadores digitais e por que se tornaram referência na hora de comunicar produtos, serviços e negócios?

Com a popularização das mídias sociais, como o Instagram, essas personalidades constroem sua imagem online e conquistam milhares e até milhões de seguidores, que curtem seu lifestyle, se identificam e o principal, querem ver diariamente sobre algum conteúdo específico.

Não demorou muito para as marcas começarem a perceber potencial na influência dessas pessoas, que conseguem chegar nos consumidores de forma orgânica e informal, pois existe o comportamento de confiar muito mais em outras pessoas, que elas se identificam, do que na própria marca ou empresa comunicando. 

Assim, o uso de influenciadores para impulsionar estratégias de marketing, se tornou comum em todos os tipos de segmento, inclusive para marcas de moda. Se antes apenas os famosos globais tinham visibilidade e propriedade para falar sobre algum assunto, hoje, uma pessoa que surgiu em poucos meses possui bem mais representatividade e pode alcançar números surpreendentes, mas claro, isso vai depender de vários fatores.


@rafakalimann e @pamella, a primeira atingiu resultados expressivos após sua participação em um Reality Show, agora tem alcance nacional, fala um pouco sobre cada assunto, mas tem um foco mais no seu lifestyle. Pamella é uma microinfluencer, atinge mulheres de regiões próximas à sua cidade atual, Foz do Iguaçu. Possui relevância por ser criativa com seus looks e mostrar uma maternidade real e descomplicada.


@thassianaves e @camilacoelho, influenciadoras que atingiram visibilidade internacional. São referências no nicho de moda. Ganharam visibilidade por arrasarem nas semanas de moda, hoje já possuem várias linhas assinadas com seus nomes para marcas de diferentes segmentos.

Esse texto busca te ajudar a conhecer e quem sabe, investir no marketing de influência. Se você ainda tem dúvidas se deve ou não apostar nos influenciadores para a sua loja, continue lendo. Esperamos que no final você já tenha a resposta na ponta da língua, se vale a pena ou não para o seu negócio.

Primeiro vamos conhecer o que é marketing de influência. De forma breve, é uma estratégia de comunicação que pode ter várias  intenções. Uma prática de divulgação através de pessoas que possuem relevância nas mídias sociais dentro de um determinado nicho de mercado. Essa estratégia vem ganhando força com ascensão das mídias sociais nos últimos anos.

Para escolher um influenciador para a sua loja da melhor forma, é importante escolher bem e realizar análises sobre quem irá representar sua marca, há uma associação da imagem e, por isso, deve-se ter cautela na hora da decisão. Existem vários fatores que podem atrapalhar os resultados. O que deve ser levado em conta: como o influenciador se comporta, ele possui uma vida rodeada de polêmicas, como o público o enxerga normalmente, é uma pessoa com comportamento de constância em suas ações, tem credibilidade para falar sobre seu serviço ou produto, possui números reais, entre outras várias perguntas que podem ser levantadas no decorrer da análise e pesquisa.

A base desse serviço é a criação de conteúdo, por isso, foque nisso. Ele deve ser criativo, cativante e, claro, ter a cara do seu público-alvo. O intuito é que não só ele consuma o conteúdo, mas também, o que está sendo oferecido.

Abaixo levantamos 4 dicas que vão te ajudar de forma prática a a pensar sobre o que deve ser levado em consideração na hora de fechar uma parceria, seja ela paga ou por permuta com um influenciador:

1. Engajamento real: vai muito além de ter muitas curtidas e seguidores, a união das interações é a forma mais correta de avaliar a força de um influenciador e qual impacto ele causa nos seus seguidores. Peça o mídia kit e observe os comentários, as marcações, quantas pessoas entram em suas lives, quantas pessoas curtiram suas fotos, quantos seguidores ele tem, quantos assistem seus stories, quais os horários, cidades e gênero mais aparecem nas informações comerciais.

2. Influenciador certo para o seu nicho: busque pessoas que são propriedade no estilo do seu negócio, que criem conteúdos criativos e conseguem ser fonte de inspiração para quem os segue.
3. Compreenda o que seu público quer ver: analise quem são as pessoas que engajam seus clientes, faça pesquisas se necessário para ajudar nesse entendimento.

4. Faça um planejamento: antes de fechar o contrato, passe para o influencer um briefing, ou seja, um documento com especificações do que você precisa vender ou comunicar, quando e onde ele deve fazer isso, qual a melhor linguagem (informal ou formal), entre outros fatores que são importantes na hora de obter o impacto esperado.

E aí, preparados para encontrar seu influenciador perfeito? Não é uma tarefa fácil e muito menos rápida, mas olhe ao seu redor, perceba quem se destaca na sua cidade, quem cativa outras pessoas e está sempre tendo seu nome citado sobre algum assunto específico. Às vezes, a tarefa se torna muito mais fácil e com resultado quando você não se limita aos números. Aposte!


Se esse texto te ajudou, compartilhe com seus amigos, comente o que achou e se tem algum outro ponto que poderia ajudar na hora da escolha. Beijos!

It's Perfect - Perfect Way

Nenhum comentário:

Postar um comentário